Quase 12 horas após a prisão do deputado bolsonarista Daniel Silveira, Carlos Bolsonaro rompeu o silêncio do clã desde que a medida foi adotada pelo ministro do Supremo Alexandre de Moraes.

“Sinto meu estômago embrulhado como não sentia há tempos!”, escreveu Carluxo em suas redes sociais, com seu costumeiro tom enigmático, sem citar diretamente o caso ou o STF. 

Os irmãos Flávio e Eduardo, colegas de parlamento de Silveira, continuam sem se manifestar.  Jair Bolsonaro, por sua vez, deu de ombros — pelo menos publicamente.

Na primeira publicação que fez nesta quarta-feira, o presidente parabenizou a Polícia Federal por uma apreensão de drogas.

Compartilhe: