Verba de R$ 355 mil, resultado de ação civil pública, será repassada ao Programa de Monitoramento Eletrônico de Vias e vai ampliar o serviço com a inclusão de 11 novos pontos

O MPT-RS destinou o valor de R$ 355.896,00 para um projeto de expansão do monitoramento eletrônico de rodovias federais pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Os recursos são oriundos da execução de uma multa por descumprimento de Termo de Ajuste de Conduta (TAC) por parte da empresa de atacado e varejo WMS. A ação civil pública está sob responsabilidade da procuradora do MPT-RS Juliana Bortoncello Ferreira.

A verba será usada pela PRF para a criação de 11 novos pontos de monitoramento nas cidades de Entre-Ijuís, Bozano, Panambi, Barracão, Iraí, Nova Prata, Santa Bárbara, Ijuí, Ibirubá, Três Passos e Roque Gonzales, incluindo a instalação e a instalação de infraestrutura digital e câmeras.

Clique aqui para ler a petição de destinação

Em cada novo ponto, será instalado o sistema de monitoramento eletrônico baseado em análise de imagens e reconhecimento automático de placas de veículos, utilizando tecnologia de Reconhecimento Ótico de Caracteres e com possibilidade de leitura durante as 24 horas por dia e em quaisquer condições meteorológicas.

Parte do dinheiro também será utilizado pela PRF para a compra de um tanque de transporte de combustível para o caminhão da PRF que faz o apoio em solo para abastecimento da aeronave da Polícia, de 10 macacões e de sete coletores de capsula de arma longa para uso da tripulação de aeronave da PRF.

A empresa executada já efetuou o pagamento integral da multa, cujos valores já foram destinados à PRF.

Fonte: MPT-RS

Publicação: Abel Zimmermann, Redator-Chefe HORAH

Compartilhe: